Sunday, December 6, 2009

TAOLEE para TAUSSIE!

É chegada a hora de mudar de casa aqui também. A partir de agora, apresento meu novo blog para nossa vida na terra dos cangurus: TAUSSIE.

Continuem perseguindo nossas aventuras no além mar... :-)

Beijos!

Thursday, December 3, 2009

Peso pesado...

Claro que sair da China não seria fácil. No fundo hoje vejo que estava tudo indo muito bem para ser verdade...

Resumindo o conto, chegamos no aeroporto 3 horas antes do embarque para evitar problemas. Já tínhamos na cabeça a provável necessidade de pagar por um excesso de peso: eram “apenas” 4 malas, mas talvez uma ou outra mais pesada.

Mas China é China e obviamente não imaginávamos o que aconteceu: podíamos levar um total de 40kg e tínhamos 105kg. Até aí, estaria tudo bem. Achamos que uns 200 dólares pagaria a diferença. Mas CADA QUILO de excesso custa US$ 43. Ou seja, quase US$ 2800 só em excesso de peso... HAHAHA já imaginam né? Parecia piada. Seria cômico se não fosse trágico.

Tentamos todos os truques, todos os jeitinhos, explicamos que se soubéssemos que custasse tanto, teríamos mandado tudo com a nossa mudança, falamos que isso era mais caro que as duas passagens que compramos para a Austrália, mas nada funcionou. Ela sugeriu mandar por correio, mas explicamos que não tínhamos nem casa aqui na Austrália... no final, ela deu 15kg a mais para a gente, mas ainda isso não resolvia o problema.

Solução: faltando 30 minutos para o embarque, abrir as 4 malas e começar a tirar peso. O problema é que tudo o que estava nas malas, a gente gostava e queria levar. Mas não teve jeito. Jogamos fora casacos, calças, DVDs piratas, presentes, etc. Nem sei direito o que joguei. Não tive tempo para pensar bem. Calcei os sapatos mais pesados e mandei na mala os que estava usando quando cheguei no aeroporto. E claro, colocamos ainda mais coisas nas malas de mão (eram 6 malas/mochilas/bolsas... parecíamos nômades). Meu depilador, que é pesadinho, veio na bolsa. HAHAHA foi engraçado.

Repesamos tudo. Tínhamos 20kg a menos. Com 84kg, ela permitiu que levássemos 54kg. Tivemos que pagar os 30kg de excesso. Total: US$ 1290 e uma raiva por não ter sido informada (e não ter perguntado) sobre tudo isso antes...

Mas pelo menos minhas calcinhas velhas, meu depilador, e outras cositas más estão aqui comigo. :-P

Resolução deste ano novo: desapego material! ;-)

Saturday, November 21, 2009

O fim da Ferrari...

Se fue...

Este pode ser um livro à parte. Com base na dificuldade de comprar e emplacar a Ferrari em 2007, já deveríamos saber que não seria fácil se desfazer dela...

Tudo começou com o pagamento das multas que eu achava que não “levava”. Levei várias, principalmente no começo quando não sabia onde podia ou não estacionar. Via um monte de carros estacionados em um lugar, e estacionava também. Na volta, todos (inclusive o meu) estavam multados! ☺ No total eram 6 multas (acho que 4 de estacionamento no mesmo mês, e 2 de velocidade), e o preço: 1200 RMB (R$ 305). O sistema é de impressionar. Vou colocar um vídeo sobre o cara mostrando no computador todas as fotos do meu carro estacionado em um lugar proibido ou do radar de velocidade. Animal! Não tem nem o que falar...

Finalmente fomos com o comprador (nossos anfitriões destas últimas semanas) e com todos os documentos que eu já tive do carro (e com o aval da experiente secretária da embaixada que confirmou tudo o que eu precisaria) iniciar o processo. Chegando no primeiro lugar, um mercado de carros usados, logo escolhemos a moça que cobra 50 RMB (R$ 13) para nos ajudar. É um serviço necessário caso não se queira passar dois dias entre filas.

Ela checa os documentos e fala que falta uma cópia X da nota fiscal do carro. Eu só tenho a terceira via, e precisamos da primeira. Explico que tudo que já tive do carro estava no envelope nas mãos dela. Depois de umas ligações para a secretária da embaixada e algumas discussões, nossa “ajudante” conta que podemos emitir (ou comprar, sei lá) outra primeira via. O preço: 900 RMB (R$ 230). Considerando que eu sempre tive os papéis super bem organizados, que não lembro de ter tido o que ela quer, e que nossa mudança já estava a caminho da Austrália (portanto o que não está comigo hoje, só verei em janeiro de 2010), achei que o melhor caminho era pagar. Sem contar que nosso comprador está tirando um dia de folga para fazer isso, não posso pedir que tire outro.

Aí começa a aventura. Vamos para um segundo lugar, em uma rua movimentada, e com várias oficinas mecânicas, uma do lado do outro. A ajudante nos leva no meio de uma vielinha (no Brasil eu já estaria em pânico) para um quartinho em cima de um dos mecânicos. É o exemplo máximo do capitalismo: redução de custos ao extremo! A empresa trambiqueira (e que me provem o contrário) é um quarto de 4m x 4m. Congelado. Dentro tem uma cama (imagino que onde dorme o dono da “empresa”) e uma mesa com um computador (=A empresa). Dentro, 3 pessoas. Somos outras 4. Nos organizamos dentro do espaço e cada um encontra sua posição, uns em cima da cama, outros nas cadeiras na frente do computador e outros em pé. Bizarro!

A chinesa da “empresa” começa a conversar com a nossa ajudante, e eu entendendo que ela fala que primeiro temos que pagar os impostos. Por ser um carro diplomático, tivemos isenção de imposto quando compramos. Agora, vendendo para um reles mortal, os impostos têm que ser pagos. Já sabíamos disso, mas a secretária da embaixada disse que era depois. Coloco ela no telefone com a chinesa da “empresa”. Depois de uma ralada, a chinesa trambiqueira aceita fazer como a secretária mandou. Mas nisso, já são 11:30 da manhã, e eles param para o almoço. Temos que voltar às 13:00.

Eu tentando me controlar... vamos para um KFC próximo. Uma saída fácil e garantida já que os restaurantes chineses ao lado das oficinas mecânicas me dão até medo. E olha que eu quase topo qualquer coisa...

Voltamos à tarde. E eles saem com todos os documentos. Impossível não pensar no que podem fazer com tudo isso (minha credencial diplomática, o passaporte francês do comprador, documentos do carro... tudo vale muito mais que meu carro... meda!!!). Mas de verdade, aqui são honestos. Roubam na sua cara, na negociação de preços de tudo, mas não assim sumindo com suas coisas.

Enquanto esperamos o moço voltar com tudo, todos assistem um vídeo chinês no computador. E o homem que parece ser o chefe da “empresa” está na mesa, na frente de todos nós, praticando como falsificar uma assinatura que está em outro papel... HAHAHAHA eu estou me divertindo, mas o francês está bem mais chocado. O moço volta em meia hora, com um papel que já passa o carro do meu nome para o do comprador. Então eu nem vi nenhuma primeira via da nota fiscal. Ou seja, tenho quase certeza que me roubaram os 900 RMB. Fazer o quê?

Um detalhe: estes documentos não aceitam letras do alfabeto romano. Ou seja, todo comprador tem que ter um nome chinês. O carro foi registrado no nome que trás minha credencial que é: ao-luo-va-luo se-dei-ni-ao fu-ren (qualquer semelhança com Álvaro Cedeno não é mera coincidência, e o fu-ren significa madame: madame Álvaro Cedeno). Ou seja, nem era meu nome. Nosso amigo francês tem um nome chinês atrás do cartão de visitas dele. Mas é um nome como o que o Álvaro tem nos cartões dele: 陶虎 TaoHu (Tao de Taoli e Hu de Laohu, que significa tigre). É um nome totalmente inventado e que facilita muito a vida de quem lida com chineses aqui, principalmente se seu nome é difícil para eles. Até mesmo o meu, que em chinês é Taoli (陶莉, notem o mesmo caractere no meu nome e do Álvaro), poderia ser mil outros Taos e mil outros Lis. A combinação é infinita. E meu nome é uma exceção, ter uma fonética que funcione tão bem é muito raro. Mas para a empresa trambiqueira, e para o sistema deles aqui, o nome do amigo no cartão de visitas basta. Assim sendo, registramos o carro no nome chinês dele. E o único “documento” que prova que ele é esta pessoa, é este cartão de visitas dele que de um lado fala seu nome francês e do outro, seu nome chinês criado por ele mesmo. Mais meda...

Com este papel, vamos para o Bureau Local de Impostos. Como era de se esperar, é um lugar bem cara de instituição pública, mas sem filas. Mais cobradores que contribuintes. Hahaha

Pagamos e finalmente vamos ao quarto e último lugar: trocar as placas, tirar minha placa diplomática e colocar a placa azul, normal da China. A ajudante sempre com a gente. Ainda não sei qual o papel dela, fora ter nos levado para a empresa trambiqueira. Mas por R$ 13, não me importo. Pelo menos parece que alguém no carro sabe o que está acontecendo, porque eu não faço a menor idéia...

Chegando no DETRAN chinês, tiram a placa e fazem outra foto do carro para o novo documento. O documento do carro aqui parece carteirinha de clube. Tem uma foto do carro de um lado e, do outro, os dados do carro, do proprietário, etc.

Quando vamos pegar a placa, nos informam que a Autorização de Residência do nosso amigo comprador não tem o carimbo da polícia, só do condomínio onde vive. O papel que ele tinha foi suficiente para que renovassem o visto dele na China, mas não suficiente para comprar um carro. Vai entender... e para melhorar, a única polícia que pode carimbar isso, é a responsável pelo condomínio dele, ou seja, uns 25 kms de onde estamos. São 16hs, e o dia está acabando. O lugar de emplacar o carro fica aberto até as 20hs, mas a polícia fecha cedo.

Dispensamos nossa ajudante e nosso motorista da embaixada já deixou bem claro que ele termina o trabalho dele às 17hs e que hoje já não seria mais possível nos ajudar. Depois de estar um dia inteiro fora do trabalho para fazer isso sem sucesso, o nosso amigo comprador está visivelmente frustrado. Apesar de estarmos agora sozinhos, sem chineses para ajudar, eu falo para ele que acho que deveríamos tentar. Pelo menos conseguir o documento da polícia, mesmo que emplacar fique para outro dia.

A visita do Obama teve seu lado bom neste dia. Acho que pegamos as ruas recém abertas depois da passagem dele, e apesar de ser hora do rush, fizemos o trajeto até a casa dele em tempo recorde. E para melhores, já tinham removido a placa do carro. Estávamos andando com elas no banco de trás. Isso significava que naquele momento, o céu era o limite... ☺ mas Obama nos ajudou e não precisamos fazer nenhuma contravenção... talvez só do limite de velocidade. hahaha

A administração do condomínio dele nos ajuda desenhando um mapa do caminho para a polícia. Pedimos que ligue para confirmar o horário. Eram 17:20 e fechavam as 17:30, mas estávamos muito perto. Do outro lado da linha, a policial falando que já não fava mais tempo, para voltarmos no dia seguinte. E eu chorando do lado de cá para que a administração do condomínio convencesse a mulher.

Enquanto isso, o amigo comprador do carro foi pegar sua bicicleta elétrica. Eles vivem em um hutong, área de casas antigas chinesas, como eram desde a época dos imperadores. As ruas são super pequenas e o trânsito um caos, principalmente nos dias de hoje, onde carros passam e até estacionam pelas mini ruas. E quando dois carros tentam passar ao mesmo tempo, você pode ficar preso vários minutos, até que alguém decida ceder e voltar atrás. Se fossemos de carro, duraríamos muito mais!

Mas neste meio tempo, a polícia não estava querendo ajudar. Eu pedi para falar com eles, e peguei o telefone. Com meu super chinês falei: “por favor amigo, por favor! É muito importante para a gente conseguir este papel hoje... e estamos super perto! Já poderíamos ter chegado se você tivesse falado que sim há 5 minutos atrás... por favor amigo!” Obviamente, a policial do outro lado estava falando “não” para a mulher do condomínio, mas não conseguiu falar “não” para mim! ☺

Com medo que a gente não achasse a ruazinha da delegacia, um dos guardas do condomínio decidiu pegar a bicicleta dele e nos guiar. Montei na garupa da “mobilete” do meu amigo e o guarda foi pedalando rápido para se manter na nossa frente. Um frio do cão! A temperatura mais alta do dia foi 0oC. E neste horário, já estava escuro e MUITO frio...

Chegamos na delegacia e as policiais estavam nos esperando! Fizemos o papel e ainda conseguimos que a policial escrevesse no tal papel, o nome do meu amigo em chinês. Não sabíamos se era necessário, mas só para evitar maiores problemas, já que o novo documento do carro estava no nome chinês dele. Elas estavam tão desesperadas para ir embora que teriam feito qualquer coisa, acho. Hahaha

Voltamos para casa com o papel e com nosso guardinha-guia-de-bicicleta. Estávamos tão felizes! Às 18hs saímos de volta para o DETRAN chinês. Só que cruzar a cidade neste horário, com Obama por perto, podia significar não chegar antes das 20hs. Mas deu tudo certo. Em 40 minutos estávamos de volta ao lugar de emplacar. Às vezes parecia que a sorte estava do nosso lado.

Quando chegamos lá ainda tivemos que ir e vir dentro e fora do prédio, correndo atrás de xérox de vários documentos.... em uma destas paradas para pedir ajuda da recepcionista para preencher um papel todo em chinês, dois chineses nos reconhecem e falam: ah, vocês estavam aqui hoje à tarde, né? Sim, era a gente! Logo eles se oferecem para nos ajudar a ter um número de placa “bom, bonito”. Depois de mais de dois anos aqui, sabemos que nada aqui é de graça. E eles começam a nos seguir. Temos novos ajudantes! ☺

Um pouco depois das 19hs estamos pronto para escolher o número placa do carro. Meu amigo querendo uma placa cheia de 8s, para dar sorte! Mas o sistema é todo automatizado. Assistimos um vídeo sobre como usar o sistema. Ao colocar nosso papel com um código de barras num computador, mil números deveriam ficar rodando na tela até que você aperte: pare! Aí, 10 números param na tela e você tem um minuto para escolher o número final.

Maaaas, como sempre tem que ter um porém, a teoria SEMPRE é diferente da prática, principalmente na China. O vídeo só mostrava uma máquina, e nos deparamos com duas diferentes. E claro, ambos os sistemas não queriam funcionar com a gente. Tem ainda o pequeno detalhe de que o vídeo com instruções de uso está em inglês, mas a máquina só fala chinês. Depois que deu errado a primeira vez, tentamos de novo. Entre cada tentativa, você tem que esperar 285 segundos para conseguir tentar de novo. Os nossos novos “ajudantes voluntários” vinham e falavam: pode tentar de novo. Mas o tempo não tinha passado e a contagem zerava. Logo percebemos que os ajudantes estavam mais para atrapalhantes. E o tempo passando... e a gente sabendo que eles fechavam às 20hs.

Às 19:35 a gente foi pedir peloamordedeus para a policial nos ajudar. Claro que ela estava com aquela atitude de funcionário público que já está pronto para ir para casa no final do dia, e com um escrito na testa: “estrangeiros são mesmo incompetentes”. Ela já tinha dado risada da minha cara porque eu pedi para guardar as placas diplomáticas e o documento do carro de lembrança. HAHAHAHA ela falou: claaaaro que não pode. hehehe

Bom, neste momento, meu amigo falava: “fala para ela escolher a placa. Pode ser cheia de números 4 (o número do azar), não tem problema!” Hahahaha o desespero faz a gente ser bem menos exigente! Tudo o que a gente queria era sair de lá com uma placa e não ter que voltar mais. Só isso! Eu traduzia, mas ela falou: “eu não posso escolher. Tem que ser vocês.”

Depois de perceber que o problema não era nosso, ela pediu desculpas, começou a dar sorrisinhos e imprimiu outro código de barras. Eu pedi para ela me acompanhar até a máquina, já que não tínhamos muito tempo, mas ela mandou o guardinha da porta nos ajudar.

Desta vez funcionou. Os 10 números apareceram. Todos eram LC8***, com os três últimos números variando. Meu amigo já estava feliz de ter um 8 na placa. Tentamos encontrar alguma semelhança entre qualquer coisa na vida dele e os outros três dígitos. Mas não tinha. Tinha um 205 e eu falei: sua casa é número 305. HAHAHA decisão tomada e com critério de escolha impressionante! Foi este mesmo! Só perguntamos se por acaso aquele dia era o rodízio da placa final 5, e por sorte não era. O rodízio aqui não é “fixo”. Então a cada três meses você tem que ver que dia é o rodízio da sua placa.

Pegamos a “placa da sorte” e fomos correndo para um outro lugar no prédio para finalmente emplacar o carro. Entrei na salinha e tinha quatro homens. Mostrei a placa e os parafusos, para que entendessem o que queríamos. Comecei a ver uma discussão sobre a placa LC para carros novos, sobre o carro ser novo ou não... e falei que o carro não era novo, que eu estava vendendo para o meu amigo. Aí de repente os quatro começaram a andar para longe de mim, fingir que estavam muito ocupados e mostrar total desinteresse em me ajudar... e eu não entendendo nada. Persegui um deles e eles todos com cara feia...

Acho que vendo que eu não ia sair de lá, um deles falou: está muito escuro lá fora, não dá para ver onde parafusar. E eu falei: eu coloco embaixo do poste de luz. Estava escuro, mas nada que um chinês (este povo indestrutível, que sobreviveu e sobrevive aos piores invernos, sem roupas apropriadas, que sobreviveu à Revolução Cultural, etc) não possa fazer. Não estava entendendo a reclamação e falta de vontade dele.

Quando estávamos lá fora, ele continuou reclamando. Enquanto parafusava a placa dianteira me conta que eles só emplacam carros novos. Carros usados são emplacados pelo proprietário. HAHAHAHA por isso foi que a atitude dos quatro homens na salinha mudou completamente quando entenderam que era um carro usado. LC é placa de carro usado, mas quando eu entrei pedindo para emplacar, eles assumiram que estava trazendo um carro novo. E me disse: só estamos fazendo isso porque vocês são estrangeiros. E eu disse, com um tom bem cínico: “muito obrigada amigo, mas veja o que aconteceu: eu só emplaquei um carro antes, e foi este mesmo, quando eu comprei. Na época, vocês emplacaram. Como eu poderia saber que não fazem o mesmo para carros usados se ninguém me contou?” Ele logo mudou de assunto e perguntou o preço do meu carro... é o jeito chinês de não perder a cara. Ele estava bravo por uma coisa que não era exatamente minha culpa, pelo menos não era intencional.

Saímos de lá um pouquinho antes das 20hs e meu amigo não acreditava que tinha acabado! Depois de 11 horas, tendo dirigido mais de 200 kms por Beijing, e usando o bom e velho jeitinho em chinês, conseguimos! Mais uma história para o blog...

Sunday, September 13, 2009

Ensaio - 60 anos da China

Dia 1o de outubro a República Popular da China faz 60 anos. As celebrações dos anos múltiplos de 10 são gigantes!

A festa vai ser imponente! Milhares de pessoas perfeitamente sincronizadas, como a abertura das Olimpíadas! Toda a moderna infra-estrutura bélica da China! Como resultado da demonstração deste poderio militar, a China pretende ter muitos novos contratos e encomendas para exportar ainda mais armas. Ainda não aprenderam que a Praça da Paz Celestial e tanques não combinam...

Domingo passado foi o primeiro ensaio com os tanques. Fecharam todas as ruas próximas a avenida onde fica a Cidade Proibida e a Praça da Paz Celestial, por onde passará o “desfile” (acho que essa palavra é só para coisas bonitas, não se aplica a tanques de guerra, será?). O trânsito ficou um caos, claro!

No nosso condomínio os preparativos também começaram. Como estamos de frente para esta avenida, fizeram uma nova carteirinha para TODO mundo, incluindo empregadas, motoristas e até bebês. Acho que até os cachorros têm. É válida por um mês, do começo de setembro até dia 2 de outubro. Claro que não estão pedindo ainda, talvez só será útil mesmo uma semana antes.

A administração do condomínio veio até em casa avisar que, no dia 1o, não poderemos abrir nenhuma das janelas que dão frente para a avenida e muito menos ficar na varanda.
Meu lado rebelde perguntou: “E se eu abrir?”
E a chinesa falava: “não pode.”
E eu: “mas e se eu abrir?”
Ela: “não pode”.
Eu: “eu sei, maaaas e seeeee eu abrir?”
Ela já sem paciência, claro: “a polícia virá.”
Eu: “ok, obrigada.”
Obviamente só conseguia pensar: e como a polícia vai saber que eu abri a minha janelinha??

Minha dúvida foi esclarecida rapidamente no domingo passado. A cada 20 metros, nesta avenida toda (acho que tem uns 40km) tem um guarda olhando para os prédios, de costas para a avenida. Que nem guarda dentro do estádio de futebol. Tirei umas fotos dos coitados. Então realmente eles vão saber que eu abri a janela! Hahaha










Também descobri que sou mais menininho do que eu pensava... apesar do barulho medonho dos tanques, e de dar um medinho (ou medão!) por parecer que estou numa cena de filme de guerra, tenho que confessar que adorei ver tantos, tão perto e em movimento! (E eles vão SUPER rápido!!!!)

Eu fui jantar na casa de uma amiga, e ela não tem vista para a rua. Então fui para a porta do condomínio tirar uma foto. Levantei a câmera, e antes deu conseguir focar, uns cinco guardas apareceram do além e gritaram juntos: “não pode!!!!!!!” Nessa hora, achei que algum sniper ia atirar em mim e que era o meu fim... Quando vi que ainda estava viva, continuei andando, mas já não estava só. Os cinco fulanitos gostaram de mim e ficaram me seguindo para cima e para baixo! Hahahaha Nunca foi tão fácil fazer “amigos”! Ou será que era a “brincadeira do sombra” e eu não tava sabendo? Considerando toda a minha escolta, só uma foto ficou boa... não foi fácil driblar meus amiguinhos e fingir que eu não estava tirando fotos!
















Bom, uma coisa é garantida: dia 1o eu não saio de casa! Estaremos aqui para ver tudo isso de camarote!!! Aguardem as fotos e vídeos!

Ah, acordei às 3 da manhã, quando os tanques estavam voltando do ensaio – o barulho é realmente infernal! Fizemos este vídeo. O Álvaro indignado com o quanto estes bichos poluem. Coitado. Para ele que tem um Mestrado em Paz, vem de um país sem exército, e é louco pelo tema da Mudança Climática, isso é um pesadelo! Pena que é a vida real...

Friday, August 21, 2009

Jogo da Vida versão chinesa: o Jogo do Supermercado!

Já aprendi que Jiālèfú (Carrefour em chinês) no final de semana, neeeeeeeem pensar! Eu ainda não entendo a lógica chinesa aliás, alguém entende?? Vejam a matemática básica:
Supermercado é mais cheio no fim de semana.
+ Chinês ADORA uma promoção!
+ Aqui as melhores promoções são sábado e domingo!
= Carnaval de Salvador com cerveja grátis!
Impossível!!!

Eu evito estas horas mas, ainda assim, continua sendo algo digno de um post.

Já estou entendendo que tudo isso não passa de um jogo. Mas um jogo que só os chineses sabem a regra. Ainda bem que eu sou espertinha e já aprendi: ganha quem atrapalhar mais gente.

O processo de compras para mim parecia um teste de auto-contole, taylor made para moi! Objetivo: ver em quanto tempo eu mataria alguém. Hehehe Ainda bem que descobri o jogo! ☺

O jogo tem várias partes. Começa na esteira rolante para entrar. Imaginem a “porta de entrada” da 25 de Março na véspera do Natal. Seria até que simples, se não fosse o tal jogo...

Aí vem os corredores. Você tem que colocar seu carrinho de forma a atrapalhar e dificultar as compras da outra pessoa. E se já tiver outro carrinho do lado então, PONTO EXTRA!!!

Aí vem a parte de pesar os legumes e vegetais (que claro, não podem ser feitos no caixa porque perderíamos uma grande oportunidade de pontuar!!! Thanks China!!!). Nesta parte, o jogador luta com outros que tentam chegar até as duas mocinhas das balanças. Se você conseguir pesar suas coisas enquanto a pessoa anterior ainda não tenha terminado as dela, BÔNUS!!!!

Na fila, você pode jogar na roleta! Mas só vale para chineses que dêem sorte e estejam perto de um estrangeiro. Caso você seja o chinês rabudo, tem que futucar o carrinho do estrangeiro narigudo, para saber exatamente o que estão levando e como se alimentam estas criaturas do além! Já vale ponto!!!

Esta semana, para ficar mais legal ainda, as pessoas do caixa também estavam competindo. Fecharam a metade dos caixas... e os caixas abertos tinham filas que se bifurcavam em três... Foi aí que eu me liguei que tem OUTRO jogo que eu não estava sabendo!!! O das filas!!!! Mas antes de contar como funciona este, ainda vou ter que investigar melhor. Me aguardem! ☺

Friday, July 31, 2009

Atentado!

Minha parede me odeia! Estava fazendo o trajeto cozinha-quarto (algo bastante simples, não fosse pela alta velocidade de Super-Tauli) quando de repente a fulana se coloca na minha frente! Isso é o que dá ter paredes chinesas... elas mudam de faixa sem nem sinalizar, nada de pisca, nada de mãozinha pra fora do vidro... humpf! Ou talvez ela tenha se inspirado na mola/suspensão do Massa. Aliás, do Barrichello.

Resultado: meu lindo dedinho do pé direito ficou na parede e eu passei para o quarto!

Pois é, ele havia sofrido o primeiro atentado há uns 12 anos. Numa festa, já perdido do seu amigo sapato, dançando frevo... Sua dona pula para um lado e alguém pisa nele no mesmo instante. Mindinho quebrado. Quem diria que na China, ele seria foco de outro atentado?

E dedinho do pé quebrado, para quem não sabe, não tem o que fazer. Só esperar. E é uma merda. Você acha que este toquinho de gente não serve para nada... até que você quebra e vê que ele é tudo na sua vida!!!!

Amanhã vamos para o Japão. Os noruegueses dizem que não devemos deixar o tempo estragar os planos. Eu digo que não podemos deixar um dedo do pé quebrado estragar sua viagem! Afinal, quem precisa dele quando ainda tem outros 9??

Nos vemos daqui uma semana!

Sayonara!

Clique na foto para ver o detalhe da fratura:

Thursday, July 30, 2009

Lost in Translation - versão MMDCXIII

Sim, mea culpa!!!! Estou super ausente. Esta censura está me matando!!! Mas não posso me render ao sistema!!! Prometo que volto!

Também confesso que não imaginava ter tantos fãs (desde já um agradecimento especial ao Leo Domingues pelo acompanhamento destes contos bizarros! Beijos! Um dia Cocó nos apresenta ao vivo!). Achei que “só” minha mamita acompanhava. E tenho visto que não! Eeeeeeeeeee!!! Gracias a todos! Má, você também está nesta lista!

Bueno, este final de semana estamos a caminho do Japão!!! Uma semanita de folga. Visitar amigos e família, viver a modernidade que a gente só sabe que existe quando chega lá... ai que delííícia!!!!

Estou um pouco em crise, porém... Todo este tempo de aulinhas de chinês e eu achando motivação numa estatística que ouvi: se você fala inglês, espanhol e chinês, pode se comunicar com 70% da população mundial! Com muita humildade e sabendo que ainda falta MUITO para eu estar fluente no chinês, posso dizer que já rola falar com tanta gente. Mas... meu tio que mora no Japão está nos 30%! Pââânico!!! Vamos passar 3 dias com ele. Ele só fala japonês. E eu meu estou no pré-intermediário do japonês: falo 7 palavras básicas (arigatô, sushi, sashimi, sumô, origami, banzai, sakê). Como vamos nos comunicar????

Opa! 8 palavras! Ah, também tem aquela super útil: irasshaimasê! É tipo bem-vindo, que as pessoas sempre falam quando você entra numa loja, num restaurante e que eu, super alegre e educada, repetia para elas, desejando o mesmo. HAHAHAHAHA E a Maite falava toooda vez: “Tauli! Não é para repetir!!!”

Boa sorte para mim. Acho que eu tenho que pensar na estatística que aprendi no CISV: quem sabe fazer mímica pode se comunicar com 100% do mundo!

Nos falamos daqui uma semanita!

Sunday, June 28, 2009

Tauli Phelps!

Nadei no Cubo de Água! Foi bem legal! Como tudo na China, foi uma experiência... As coisas aqui nunca são simples!

Para nadar, você tem que ter uma carteirinha provando ser apto a nadar em águas profundas (já que a piscina toda tem 2m de profundidade). Como quase ninguém tem este documento importantíssimo, você pode tirar lá mesmo. Depois de pagar, fazer fila para tirar foto e fila para pegar a foto, você recebe uma pulseria vermelha, indicando a ausência da tal carteirinha. Você se troca, e finalmente chega na piscina.


Mas não pode nadar por causa da tal pulseira vermelha. A raia da direita é a raia de testes. Em fila quase indiana, e numa super lotação, as pessoas vão entrando e "provando" que sabem nadar, ou não! Cada um tem que ir até o final da piscina e voltar, ou seja uma chegada de 100 metros. Caso você passe neste teste, trocam sua pulseira por uma azul, a cor da liberdade para passar para outras raias. Na verdade, é mais um teste para provar que você consegue chegar até o outro lado. Seja como for. Quase todos os chineses que falam que nadam, sabem nadar peito. Mas eu também vi alguns nadando cachorrinho e um que merecia um prêmio: era a versão Phoebe-correndo, só que na piscina. Era a Phoebe-nadando! Queria tanto que tivesse mais gente comigo para poder dividir este momento... HAHAHAHA


Na verdade, só a primeira raia fica efetivamente lotada. As demais estão bem cheias, mas cheia de gente nas bordas, respirando e tomando fôlego para encarar mais 50 metros até a outra borda. E este é o momento crítico, o de ficar nas bordas... por todo lado é um bafo de álcool que eu achei que ia me embebedar só de ficar por ali!!!! hahahaha Esqueceram de adicionar o bafômetro junto com a super carteirinha!


Obviamente, depois de quase um ano sem nadar, quase morri... Mas no vestiário uma velhinha chinesa veio me elogiar, falando que eu nadava muito bem e muito rápido! hihihi No caminho de volta, mal conseguia trocar a marcha do carro! hihihi deprimente! Mas o que importa é que agora já tenho a carteirinha para nadar em águas profundas! Essencial! hehehe

PS não estou conseguindo colocar várias coisas aqui no meu blog... pouco a pouco vou aprendendo novas maneiras de driblar a sensura! Paciência irmãos!

Thursday, May 21, 2009

Presidentes e Bandeiras!

Quando um Presidente ou Chefe de Estado vem para cá, a Praça Tiananmen (Praça da Paz Celestial) fica toda enfeitada com as bandeiras do país visitante.
Esta semana, foi a vez do Brasil, com a visita do Lula!

Flag 1Flag 2

Flag 3Flag 4

Estas fotos são de outubro de 2007, quando o Presidente da Costa Rica esteve aqui:
Flag 5Flag 6

De mulher pra mulher... Marisa!

Photobucket
Sem comentários.

Nova Ferrari...

Apesar de que do jeito que está a Ferrari este ano na Fórmula 1, chamar nossas bikes de Ferrari é ofensa!
Photobucket
Compramos a mais barata que achamos: no Wal-Mart! R$65. Espero que isso evite nossa Ferrari de ser roubada... (a indústria de roubos de bicicleta aqui é BEM grande!)
Patrocínio: Nike e Timão!
Ah, e o modelo da foto não esta(va) à venda!

Overdose de posts...

Só para que saibam que bloquearam mais coisas por aqui. É, sem YouTube, sem Blogger... me sinto violentada! Mas nem vou entrar nessa...

Enfim, achei uma maneira de dar o gato, mas acho que estas formas não duram muito... só até que descubram e bloqueiam este também.

Tenho feito uma lista de posts pendentes e é chegada a hora, então seguuuuuuuuuura....

Meia-calça no verão!

Os chineses adoram!!! De todos os tipos, cores, texturas. Um dia destes, temperatura de uns 35C e minha professora (e muitas outras chinesas) com uma saia curta e uma meia calça preta.

E eu perguntei, muito respeituosamente, se elas não tinham calor.
E a resposta: sim, claro!
E eu, mais curiosa impossível, mas com a intenção de preaticar o chinês (ahãm...): e então por que diabos usam?
E ela: porque tenho medo de me queimar e escurecer!

HAHAHAHAHAHAHAHA e justo com quem ela tava falando...

Pois é, aqui, como em muitos lugares da Ásia, quanto mais branco, melhor, mais bonito. E realmente é assim. No verão, eles se cobrem para não se queimar. Bem que o governo podia fazer uma campanha para ensinar e promover o uso de protetor solar. Um verão destes com moletom e meia-calça... fala sério!

Me fez lembrar também da secretária da Embaixada, que me encontrou depois das Filipinas e disse: ai, você se queimou, mas não se preocupe, logo passa. HAHAHAHAHA

E sempre que penso nesse assunto, penso: hummm então quando eles me vêem queimada pensam a mesma coisa que eu penso quando já estou quase verde: QUE HORROR! Mas nem assim, consigo mudar meu conceito de beleza. Quando mais escuro, melhor!!!! E melhor ainda, pode ser escuro e saudável, com protetor solar! ;-)

Pois é, cada um, cada um. E VIVA O SOL!!!!

Sunday, May 10, 2009

Check list

✓ Plantas
 Cachorros
 Kids

Não é assim?? Primeiro compre plantas. Se elas sobreviverem, compre um cão. Se der tudo certo com ele, você pode ter babies... hihihi

Fotos das minhas orquídeas, trazidas especialmente da Coréia do Sul (shhh...) em outubro de 2008.

16 de março - a primeira foto com sinais de primavera, e o primeiro indício de que ia ter uma flor!








28 e 30 de março - uma flor não, duas!








31 de março - uma eternidade... bem que a mami falou que demorava...








1 e 4 de abril - eeeeeeeee!!!! Lindas né??








E não entendo muito de orquídeas, mas estas flores não duraram muito, não como aquelas orquídeas dos vasos, que ficam meeeeses. Seria outro tipo? Enfim, adorei meus bebes!!! :-)

Monday, May 4, 2009

Eu quero ser normal!!!!

Aqui vai o desabafo!

Este feriado fomos para Zhengzhou, uns 690 km ao sul de Beijing, esta entre as 30 maiores cidades da China (tem a maior estação de trem da China, foi a capital de uma dinastia, a terra do kung-fu, tem uns 3 milhões de habitantes). O que era para ser um momento relax, acabou virando um momento stress.

Em 4 dias de viagens, encontramos pouquíssimos estrangeiros. E estes poucos, sempre em tours. Isso significa que quase não há gringos viajando por conta própria fora das principais rotas turísticas (é nóis!). Logo, passamos os 4 dias com chineses olhando e apontando pra gente, falando: “laowai, laowai, laowai” e rindo. É engraçado e legal na primeira, na segunda... Depois de milhares destas, dá vontade de começar a apontar para eles e rir também das bundinhas de bebês aparentes, da noção-zero-de-moda, deles cuspindo e arrotando... e por aí vai. A lista é longa, mas meu treinamento em sensibilidade cultural não me permite fazer isso. Mas também não me permitiu encarar tudo numa boa por taaaanto tempo... Só fiquei mesmo triste porque na semana passada eu aprendi na minha aula a expressão: “não encare!” (que com o perdão da palavra eu sempre usei, e continuo usando mesmo que não me entendam: “tô cagada?”). Obviamente, não lembrava da frase em chinês! E não pude colocar em prática!! ☹

Estar no foco das atenções desta forma, é MUITO chato! Chega uma hora que você quer colocar um saco de papel daqueles de supermercado (os antigos, lembram???) na cabeça, com dois furinhos, para que não te olhem mais! Ou quem sabe usar os óculos mágicos do filme “The Big Daddy” (um clááássico para quem não viu) para ficar invisível!

Os chineses só viajam com tours! Então fazer nosso mochilinha (eram pequenas mesmo), não foi fácil... ninguém está acostumado com laowais correndo em liberdade! Mas por nada neste mundo eu me rendo aos tours!

Como éramos independentes, teve que rolar MUITA negociação, principalmente de transporte. E acho que junto com o rótulo laowai, vem o slogan: ricos e fáceis de serem enganados! Fala sério! Para tudo, pediam uns preços astronômicos e prometem o que seja para você fechar com eles!!! Então o trajeto que era simples, passava a ser complicado. E já começava depois de longos minutos de discussão... Também parece legal e engraçado, mas toda a hora, cansa!!!

E eu que pensava estar acostumada à comida chinesa... oh well... Beijing é Beijing. Fim do mundo, é fim do mundo! Para terem uma idéia do tamanho do desespero, me rendi, duas vezes, ao mundo do KFC. HELP!!!! Nem eu, que não sou super fresca, conseguia ignorar uns níveis de limpeza... HELP! HELP! HELP!!! Ah, e em nenhum lugar, encontramos se quer gente que sabia o que era Coca light/diet/zero! Não sabiam!!!! Ainda não chegou...

Acho que a gente não sabe o que é lotação até viajar dentro da China em um final de semana prolongado... este, por exemplo, de sexta a domingo, são mais de 150 milhões de pessoas indo e vindo. Já sabíamos que ia ser punk, mas depois deste vamos repensar nossos destinos nos feriados.

Não preciso falar que voltamos para Beijing felizes de voltar para CASA! Isso aqui é outra coisa! Poder comer nossa comidinha normal de vez em sempre, ver muitos laowais e chineses (mais) acostumados com laowais, poder ler algumas muitas placas nas ruas, não tem preço!!!

Morais da história:
- Preciso estudar mais!
- Beijing e Shanghai não são o fim do mundo!
- Devo estar ficando velha!!! Ou é só mais uma TPM? hahaha

Será que eu estou pedindo muito??? Só quero ser normal!

Terminado o momento desabafo e falando das coisas boas (sim, tiveram!!!), vimos lugares MUITO bonitos!!! Fotos em breve... Ironicamente, também preciso confessar que presenciei um dos melhores serviços em restaurantes desde que cheguei na China (no restaurante do Crowne Plaza de Zhengzhou. Lidaram super profissionalmente com o OVNI que estava no meu prato!!! - era um pedaço de plástico). Merecem meus parabéns! Por alguns segundos, me senti de volta à Sampa City!!! ☺

Pronto, que venha o próximo feriado, daqui 3 semanas!!!!

Wednesday, April 15, 2009

Nem tão "lost in translation"...

Nos nomes, o chinês nem é tão difícil... hahaha Lembra muito o japonês. (Acho que na verdade é o inverso, mas...)

O que é o que é...? (para poder brincar, tem que ler as palavras em voz alta. Aí fica facinho, facinho... hahaha Nem vou colocar caracteres para vocês não se confundirem ;-) )

ào dà lì yà: Austrália
bā xī: (a Flé adorou este!!!) Brasil
gē sī dá lí jiā: (esse é do nível avançado) Costa Rica
hàn bǎo bāo: Hamburguer
jí wá wá: Chihuahua (óóóóbvio)
jiā lè fú: Carrefour
mài dāng láo: (HAHAHA) Mc Donald's
wò ěr mǎ: (junta o "o" com o "e"...) = Wal-Mart
xīng bā kè: Starbucks
yì dà lì: (dãããr, essa é do maternal) Itália

Parece piada, mas nem pense em chegar aqui falando que você quer ir ao Carrefour, Starbucks ou que vem do Brasil sem praticar meu super glossário antes! HAHAHA

Não consegui pensar em outras. Vou adicionar conforme a memória for ajudando!

zài jiàn: Goodbye, tchau!

Monday, April 13, 2009

Não tem preço...

Telefone celular XPTO do Thales que informa tudo: bem caro!

Passagem do Thales para a China: mais caro ainda!

Receber seu primo são-paulino, e ser acordada com ele te contando que o Timão ganhou de virada: NÃO TEM PREÇO!!!!!


Valeu Thales! Pode vir mais vezes me visitar, super welcome!

Sunday, April 5, 2009

Adivinha quem esteve em casa?


























Entre as pausas dos desenhos, eles entram, perguntam se podem comer uma maçã, ou se eu tenho um suco para eles!

Outro dia a gente foi, sem o Jack (the dog) brincar no playground. O gira-gira virou nossa nave para qualquer lugar do mundo! A gente escolhia para onde ia, girava, girava, girava, e estávamos lá! E para cada lugar, tinha um propósito: visitar minha família e meus amigos no Brasil, visitar a família deles na "América" e depois em Chicago (lugares bem diferentes)! hahaha Fomos para a Espanha ver uma tourada. E quando estávamos indo para o México, eu perguntei: o que vamos fazer lá? E eles responderam: "see the bad guys!" (ver os caras do mal!) Pois é: children see! O estereótipo dos mexicanos chegou até as crianças americanas que nem moram por lá!!!!

Falando em children see, vale apena ver este vídeo, que eu AMO!!! Children see...

Thursday, April 2, 2009

Procura-se homem, solteiro e narigudo!

Os chineses, como todos os outros povos do mundo, usam muitas palavras para se referir aos estrangeiros.

As mais comuns são lǎowài (老外) e wàiguórén (外国人).

Há muitas outras opções, pejorativas, como: dàbízi (大鼻子, narigudo), máozi (毛子, peludo) e yángguǐzi (洋鬼子, demônio de fora - termo usado antes da abertura da China, para invasores estrangeiros).

Este artigo: "Crisis baja interés de las chinas hacia maridos occidentales" fala sobre como a crise afetou o interesse das chinesas por homens ocidentais! hahaha

Fora aos narigudos pobres! HAHAHAHA

Sunday, March 29, 2009

Eu apaguei!

E muita gente na China, também!

Thursday, March 26, 2009

ABC...

Depois de um ano e meio de China, aprendi a escrever o meu nome!!! HAHAHAHA
Na verdade, nunca nem tinha tentado... Semana passada tive uma aula de caligrafia, e tive que aprender! :-)

São os dois primeiros caracteres da coluna da direita: 陶 tao, 莉 li. Para os chineses, deve estar parecido com a letra de uma criança de uns 8 anos... hahahaha

Monday, March 23, 2009

Gato de botas... ou cão de meias!













(Num passeio pela área onde vivem muitos muçulmanos, e onde está a Mesquita mais velha de Beijing!)

A dona do bichano explicou a razão das meias: limpeza! Faz todo o sentido do mundo! Nesta cidade mega suja, onde a cada passo tem uma catarrada no chão: chegando em casa, é só tirar os "sapatos", das pessoas e dos cachorros também. Why not?

Wednesday, March 18, 2009

O Papa não é (NADA) pop...

Gente, o que é isso???
Gostaria de acreditar que o velhinho surtou!!!

Como pode, uma figura como esta, falar que "a distribuição de preservativos não é a forma correta de combater a disseminação do vírus HIV e da AIDS" e ainda que "a distribuição de camisinhas piora o problema"?!?!?!

Em que mundo estamos?
Em que século vivemos???
Essa igreja continua me surpreendendo...

Sunday, March 15, 2009

Trocadilho na placa de transito

Vou tentar explicar a sutileza desta placa da esquerda (a de não beber e dirigir)...














Este desenho (com o carrinho, a garrafa...):














É uma analogia a este
caracter chinês (酒 jiǔ)
que significa álcool.



Isso, a gente não pode fazer com a nossa escrita tão "simples"! hahaha

Saudades das novelas!

Agora eu entendi porque elas fazem tanta falta do outro lado do mundo... é um vício “bom”! hahaha

Esta semana, a The Economist publicou um artigo (“Soaps, sex and sociology”) sobre a influência positiva que as novelas da Globo podem ter exercido nos hábitos e comportamentos dos brasileiros.

O artigo cita um estudo recente do BID (Bando Interamericano de Desenvolvimento) que sugere que elas estariam associadas a uma queda na taxa de fertilidade e a um aumento no número de divórcios no Brasil nas últimas décadas. Ainda comenta que a AIDS é discutida, as camisinhas são promovidas e a mobilidade social exemplificada.

Benedito Ruy Barbosa, Gilberto Braga e Silvio de Abreu podiam ler o artigo e se inspirar: “Se a Globo pudesse lançar agora uma novela sedutora sobre reforma tributária, a transformação do Brasil estaria completa".

Tuesday, March 10, 2009

Desperate housewife!

É, parece fácil esta vida, mas não é!

Só quero confessar que hoje quase explodi o prédio com estas histórias bizarras da.... PANELA DE PRESSÃO!!!! Quem mais poderia ser???

Estava toda feliz que antes da minha aula eu fiz um feijãozinho preto... hummm!!!! E tinha feito bastante!!! Voltei para casa para almoçar já com água na boca...

Chegando aqui perto do meu ap, vem aquele cheiro estranho... e eu pensando nestes chineses e nas comidas estranhas que deviam estar preparando... Abri todas as janelas porque o cheiro, dentro do apartamento, estava insuportável! E eu com meu veneno: “já não agüento mais comida chinesa”!!!

Enfim, quando vou esquentar meu feijãozinho... TCHANANN!!!! Surpresa!!!! Ele já estava bem quentinho!!!!

De manhã, eu estava falando com a mami no telefone quando “apaguei” o fogo e fechei, com a tampa, a panela de pressão para ficar mais protegido até eu voltar da aula (2,5 horas depois!!!!).

Não sei bem porquê, mas ela não explodiu, o feijão não secou todo, e estava tudo (quase) normal! Claro que metade do meio precioso feijãozinho virou torrada, mas a outra metade ainda deu para salvar! Está mais para tutu, sei lá, mas aqui na China, continua valendo! HAHAHA

Cadê a Fofó para dividir estes momentos tenebrosos da vida de uma desperate housewife???

Friday, March 6, 2009

Potation!

Estes dias encontramos um mercadinho perto de casa, para comprar frutas e verduras. Sempre que a gente se referia a ele, ficava aquela coisa: "qual mercado?", "aquele ou aquele outro?", "o perto da casa da fulana ou da ciclana?". Mas agora ele já tem nome. É o potation! Como vocês podem ver, ele foi auto-batizado.

A gente ainda não sabe o que isso significa (em chinês, esta escrito: bebidas frias e frutas), mas não importa. Pelo menos a nossa confusão acabou! hehehe

Welcome to Potation!!!

Tuesday, February 24, 2009

"We don't need no water, let the mother*** burn"!

Destruiu!!! Dia 9 de fevereiro, 15o dia do calendário lunar, e dia do Festival das Luzes, ou das Lanternas, sei lá. É o último dia, do ano novo chinês, que permitem a queima de fogos de artifício dentro da cidade.

Este era o Beijing Mandarin Oriental, hotel de luxo que havia sido construído ao lado do famoso prédio da CCTV. Inicialmente, o hotel planejava abrir suas portas ao público antes das Olimpíadas, mas não aconteceu. Agora, diz a lenda, que estava quase pronto, com data de inauguração para maio de 2009!

Dados: 34 andares, 159 metros de altura, 241 habitações para o hotel.
Construção: de 2004 a 2008.
Custo: $730 milhões de dólares.
Seguro: $220 milhões de dólares.

Também diz a lenda que no dia seguinte ao incêndio, o maior investidor do projeto encerrou todos seus negócios na China e voltou para Cingapura, de onde é originário. Vai saber o que é lenda o que é realidade. Na minha opinião de futriqueira, só acho que o prédio queimou rápido demais... mas que venha a perícia e nos conte (ou não) a verdade!

O antes e o depois (clique na foto para vê-la maior):














O depois:

Monday, February 23, 2009

And I am back! Version 3.0!!!

Melhor, impossível! ;-)

Sunday, January 25, 2009

Fechado para balanco...

Tudo o que posso falar eh que estou apaixonada pela Tailandia, pelas pessoas, pelo clima, pela comida, por tudo!

Tem mais uma parada na Malasia e na Indonesia. As fotos, dicas e fofocas ficam para depois! :-)

Beijos!

Tuesday, January 20, 2009

Calendário chinês!

Hoje tive uma aula MUITO interessante! Não aprendi nenhuma estrutura nova de chinês, mas aprendi sobre o calendário deste povo!!!

Para os chineses, o calendário que importa mesmo, é o deles, não o que a gente conhece. Até aí, eu sabia. Afinal, parece que ainda estamos em 2008. hehehe Nada de fogos, nada de pular ondinhas, nada de comer lentilha, nada de nada... E os preparativos para o ano novo chinês (em 2009 dia 26 de janeiro) estão de vento em popa!!! As pessoas estão como a gente fica antes do reveillon. As lojas estão cheias, todo mundo comprando muita coisa, presentes, comida para celebrar, e o trânsito, um caos!!

Mas hoje eu aprendi que quando você nasce, este dia corresponde a uma data do calendário chinês (dãããrrr, bem óbvio até aqui). A data correspondente no NOSSO calendário, não é uma data fixa, afinal, o ano novo chinês varia com a lua (como a Páscoa, Carnaval...). Então, cada ano, seu aniversário cai no mesmo dia do calendário chinês, mas em dias diferentes do nosso calendário. A cada 19 anos, estas datas se coincidem!

Moral da história: agora vou celebrar dois aniversários! Preparem-se! Dois presentes! Aqui está o link para o calendário chinês, mas vai ser difícil de reconhecer qual o seu dia no calendário chinês (são as letrinhas embaixo dos números), já que está tudo em chinês. Outra vez, dãããrrr... é, parece tudo meio banal, mas custou uma hora de aula para entender e me encontrar.

Se você ainda não entendeu lhufas, dou um exemplo (vou usar uma data aleatória, mas -hint, hint- se quiser anotar): 10 de fevereiro de 1979 (Oh!!! Que belo dia!!!) caiu no dia 14 do primeiro mês do calendário chinês. Em 2009, o 14o dia do primeiro mês será dia 8 de fevereiro. Ou seja: dois aniversários: 8 E 10 de fevereiro! Assim que podem entregar os dois presentes juntos, já que as datas serão bem próximas. :-)

Se quiserem ajuda para saber qual a data alternativa do algum aniversário, me avisem!

Tuesday, January 13, 2009

Harbin - acho que eu vi um gatinho...

Fomos para Harbin, que fica uns 1300km ao norte de Pequim. Quase na Sibéria. Temperatura: -15C de dia e -30C à noite. E eu achava que abaixo do 0, era tudo igual... HAHAHA Congelamos! Mas valeu a pena. O grande evento é uma exibição de esculturas de gelo gigantes, iluminadas, muito lindas!!! Fotos aqui ao lado, na coluna CHEESE!

Mas o melhor de tudo, para mim, foram os tigres-siberianos (até poucos minutos atrás, eu achava que tigre era tudo igual). É uma experiência única. Vale super a pena aguentar o frio.

Você chega no parque e entra num ônibus que te leva para passear dentro de diferentes áreas com muitos tigres, tipo um safári. Na entrada eles perguntam se você quer comprar algum quitute para os gatinhos. Tinha opções de bife, galinha, pato, e cositas outras vivas, até uma vaca!!! Eu comprei uma galinha que custava uns R$10. A vaca custava uns RS500, mas aí era muita crueldade...

No começo estava com medo da minha consciência. Mas é tudo tão rápido que nem dá tempo de ter dó da pobre co-có...

Dêem uma olhada nos vídeos:
Tigre 1 Acho que esta é a minha galinha... :-(
Tigre 2
Tigre 3
Tigre 4
Tigre 5
Tigre 6

Wednesday, January 7, 2009

Tips for Angkor

This is not related to my blog, but I just wrote to share with some friends that are going to Siem Reap, Cambodia, and I thought I could share with more people.

- Bicycles: we arrived there thinking we would do the whole thing with bikes ( I think Lonely Planet talks about that, and it got me into the bike-mood). We rent it for all the days we were there. The first day we drove our bikes. Soon I realized I had the wrong impression about the bike-riding: I thought we would be able to drive inside the temples with them and you are not. You have to park your bike outside and walk in the temples. The temples are HUGE and the distance between the different temples INSIDE Angkor is also very big. After our first ride there and the first sunset, we decided to use another way of transportation, especially for sunrises and sunsets, since it was very early morning and returning “late” in the dark..

- Sunset and Sunrises: it was not obvious for us, but these are the best times to visit the temples and take pictures. So there are some of these places that you should not miss at those times, especially if you want to take some nice shots. So don't miss:

- Angkor Wat (the main temple): make sure you go there for one sunset and one sunrise. There is a nice pond inside (not the moats), that makes everybody pile up to take nice pictures of the temples reflecting in those waters. I think it is REALLY worth it. Also, there is a night tour, that is very nice. You have to buy the ticket in advance, and in a specific place downtown, but we thought it was worth it. The temple is all lit up (they even have tripods everywhere for you to place your camera and take some nice pictures)! It is also nice because it is very empty! So you get to walk around there almost all alone and in the dark!

- Ta Prohm (the Angelina Jolie, Lara Croft one): it is VERY beautiful. Maybe my favorite of all! But since it is one of the most famous ones, it gets packed with tourists. The display of the temple is not the same as the others, so if it is full of people, you feel it really crowded. Terrible. So make sure you go there at 7am or so, before 8am when groups of tourists start arriving and the place completely changes. Being there on your own is a magical experience. I would suggest: go see the sunrise in Banteay Kdei, then as soon as the sun is up, go to Ta Prohm. Ask the tuktu to drop you on the East gate and to pick you up on the West gate, or vice-versa.

Friday, December 26, 2008

Mão de obra barata...

dá nisso: limão empacotado um a um...

Wednesday, December 24, 2008

Cor de chocolate!

Há duas semanas, meus amiguinhos foram para os US and A. Eu não sabia quando eles voltavam, já que a noção de tempo das crianças é um pouco atrapalhada.

Ontem enquanto eu estava em aula, eles vieram me chamar para passear com o Jack.

O Peter e a Charlotte, amigos alemães, abriram a porta. E eles falaram:
-We are looking for the brown woman.

HAHAHAHA

Moral da história: o Peter e a Charlotte estão BEM pálidos! E apesar do inverno, eu ainda estou marrom-bombom! HAHAHAHAHA

Saturday, December 20, 2008

Adivinhem o que aconteceu???

Friday, December 19, 2008

The Story of Stuff

Assistam, aprendam, ponham em prática, divulguem!
Tem legenda em um monte de idiomas!
Vale a pena investir 20 minutos do seu tempo neste vídeo!
É MUITO bom!!! Story of Stuff - vídeo

Thursday, December 18, 2008

Boy or girl, let it be!


Este cartaz está em todos os hospitais. Aqui é proibido saber o sexo do bebê durante a gravidez!

Sunday, December 7, 2008

Banco machista!

Uma senha especial para homens... Humpf! Neste dia, eu me considerei VIP, nem homem, nem indivíduo! HAHAHAHA

Na verdade, em chinês, significa senha para empresas, organizações, etc; uma pequena diferença... hehe

Wednesday, December 3, 2008

Brrrrrrrr.....

Hoje a temperatura estava perto dos 6C durante o dia. OK, eu diria...
Amanhã de manhã vai estar -11C!!
E tudo isso sem nem nada de neve (eu não sabia que isso existia até morar aqui. Acho que o deserto é úmido perto de Beijing)... Inverno assim, friiiiiio e sem neve, não tem graça! Humpf!
HELP!!!! Está só começando!!!!